Pesquisar neste blogue

terça-feira, 8 de março de 2011

Hiperglicemia pós-operatória e infecção do local cirúrgico em doentes submetidos a cirurgia geral

Os doentes com diabetes têm mais infecções do local cirúrgico (ILC) tal como outras infecções nosocomiais. Embora o mecanismo pelo qual a diabetes predispõe a ILC não seja bem compreendido, a hiperglicemia tem sido proposta como um factor causal para as elevadas taxas de infecções em diabéticos. 

Esta revisão retrospectiva analisa se os níveis de glicemia pós-operatórios são preditivos de ILC.
Foram analisados os registos de 2.090 doentes submetidos a cirurgia geral, colorectal e vascular e quais adquiriram ILC. Em 7,42% foi identificado ILC. Foram avaliados vários factores de risco como a idade, a emergência da cirurgia, a classificação ASA, o tempo de cirurgia, a ocorrência de transfusão de concentrados de eritrocitos e os níveis de glicemia pré e pós-operatória.

A hiperglicemia pode ser o principal factor de risco para ILC em doentes de cirurgia geral e colorrectal. Níveis séricos de glicose superior a 110 mg / dL foram associados a maiores taxas de infecção pós-operatória.

Os autores concluem que a glicemia pode ser o factor de risco mais importante para a ILC e que um controlo agressivo da glicemia no pós-operatório imediato pode reduzir a ILC.

Artigo original in the September issue of Archives of Surgery

Sem comentários:

Enviar um comentário